Novembro/2019

Próximo ao encerramento do ano, preço médio de venda dos imóveis fica estável em novembro

Segundo Índice FipeZap, variação no ano também aponta estabilidade no valor médio de imóveis residenciais colocados à venda


Baixe aqui o relatório completo!


■ Análise do último mês: o Índice FipeZap encerrou o mês de novembro com estabilidade em relação a outubro (0,00%). Como resultado, a variação observada no preço médio de venda de imóveis residenciais se manteve em patamar inferior face ao comportamento esperado do IPCA/IBGE para o mês (+0,43%), segundo informações mais recentes do Boletim Focus do Banco Central do Brasil*. Confirmada a variação esperada dos preços ao consumidor, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrará o mês com queda de 0,43% (em termos reais). Individualmente, entre as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Salvador foi a cidade que apresentou a maior elevação no preço médio nesse período (+0,75%), seguida por Manaus (+0,50%) e São Paulo (+0,27%). Por outro lado, Fortaleza se destacou com o maior recuo no preço médio no período (-1,76%), acompanhada pelas quedas registradas no preço médio de venda de imóveis residenciais em Brasília (-0,96%) e Maceió (-0,88%). Além dessas cidades, vale notar que os preços também recuaram no Rio de Janeiro (-0,24%), colaborando para a estabilidade observada no Índice FipeZap.

■ Balanço parcial de 2019: próximo ao encerramento do ano, o Índice FipeZap de Venda Residencial mantém-se praticamente estável em termos nominais (+0,02%), ao passo que o IPCA/IBGE* acumula alta de 3,04%. A comparação entre a variação acumulada do Índice FipeZap e a inflação impõe ao preço médio de venda de imóveis residenciais uma queda real de 2,92% no acumulado do ano.

■ Análise dos últimos 12 meses: neste horizonte mais longo de análise, o Índice FipeZap acumula leve alta nominal de 0,14%. Considerando a inflação prevista de 3,19% para esse intervalo, segundo o IPCA (IBGE)*, o Índice FipeZap apresentaria queda de 2,96% nos últimos 12 meses (em termos reais). Dentre as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Manaus (+5,13%), Vitória (+3,41%) e Florianópolis (+2,63%) acumulam as maiores elevações nominais de preço no período, enquanto Fortaleza é a cidade com maior recuo no preço médio nos últimos 12 meses encerrados em novembro de 2019 (-5,54%), seguida por João Pessoa (-4,16%) e Campo Grande (-2,93%).

■ Preço médio de venda residencial: considerando a amostra de imóveis residenciais anunciados para venda em novembro de 2019, o preço médio calculado foi de R$ 7.235/m² entre as 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap. Dentre elas, Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do m² mais elevado (R$ 9.347/m²), seguida por São Paulo (R$ 8.994/m²) e Brasília (R$ 7.354/m²). Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m², destacaram-se: Campo Grande (R$ 4.143/m²), Goiânia (R$ 4.154/m²) e João Pessoa (R$ 4.545/m²).

Todos os direitos reservados

© 2020 Grupo ZAP

UMA EMPRESA DO